As melhores séries que têm tecnologia por tema (não são sci-fi)

The IT Crowd (2006-2013)

Este sitcom com toda acidez do típico humor inglês, mostra o departamento de TI de uma empresa inglesa e estampa em seus três participantes alguns dos principais estereótipos da área, como o geek amante de cultura pop e impaciente, o nerd que usa cada detalhe técnico existente em suas explicações, ambos com poucas habilidades sociais, e a gerente que não é da área e foi transferida por engano para chefiar o setor.

Por um acaso, encontrei o primeiro episódio, completo, no Vimeo, assista! A série não tem um grande arco, os episódios são independentes.

Silicon Valley (2014 – presente)

Com muito bom humor, a Silicon Valley (HBO) mostra como nascem e morrem as startups de tecnologia. Na série um grupo de desenvolvedores que mora na casa de um ‘encubador’ que havia conseguido algum dinheiro vendendo sua própria startup um tempo antes, e está em busca de um novo sucesso.

As personagens são bem caricatas e exageradas, mas a mecânica mostrada, os termos apresentados, as propostas feitas, e a forma como algumas coisas são criadas de forma fortuita estão relativamente próximas do que acontece. Vale pela curiosidade. A série conta uma grande história e ainda está no primeiro arco, então precisa ser assistida na ordem de lançamento.

Halt and Catch Fire (2014 – presente)

Se Silicon Valley mostra as startups dos dias de hoje, Halt and Catch Fire(HBO) nos leva para o começo dos anos 1980, e nos apresenta a evolução dos primeiros computadores pessoais na primeira temporada, e o nascimento das BBSs (redes online, ponta a ponta, que antecederam a internet), em sua segunda temporada.

O ponto alto da série são as personagens femininas, fortes, inteligentes e determinadas, o que termina por ser um tapa com luva de pelica na atual indústria de tecnologia que ainda luta pela igualdade de gênero. A série tem dois arcos, dá para ver a segunda temporada, sem ter visto a primeira, mas, vendo a primeira se entende melhor a dinâmica entre as personagens na segunda.

Person of Interest (2011-2016)

Um bilionário misterioso, um ex-soldado de forças especiais, uma policial competente, e uma ‘máquina’ dotada de inteligência artificial, que, garimpando a internet, consegue identificar comportamentos que indicam que alguém irá cometer, ou ser vítima de um crime. No Brasil é transmitida pelo Warner Channel (Cabo), e na tv aberta pelo SBT, com o nome ‘Pessoa de Interesse’.

Tudo que a ‘máquina’ faz é enviar ao seu construtor um número de Seguro Social (algo que nos EUA parece com nosso CPF), que pertence a uma pessoa que tanto pode estar no processo de cometer, como de ser vítima de alguma atividade criminal. Entre o início de cada processo uma investigação para saber se o indivíduo é um criminoso ou uma vítima em potencial, e o permeio com gangues, e policiais corruptos. A série conta com histórias autocontidas, uma por episódio, e tem seus arcos como pano de fundo. Em maio estreará no EUA sua última temporada.

Mr. Robot (2015-presente)

De longe, de muito longe, está e a melhor série para amantes da tecnologia. É uma série densa, com uma trama complexa, e um excelente elenco, Christian Slater entre eles. A série mostra a história de um ‘hacker justiceiro’, que, acostumado a trabalhar sozinho, se envolve com um grupo de hacktivistas, para atacar uma das maiores empresas do mundo a Evil Corp (Corporação Malvada – sério).

A série lembra um pouco os livros de William Gibson, e, agradará a quem gosta de boas tramas de suspense, e mais ainda quem tem conhecimento um pouco mais elevado de informática (é divertido ver alguém citando termos técnicos na TV). Foi um dos melhores lançamentos de 2015.

Related posts

Leave a Comment