Pokémon Go, indo além da tecnologia

Muito tem-se falado do Pokémon Go, nós mesmos aqui falamos dele algumas vezes, citando os aspectos e tecnologia e inovação. E não é que vamos falar novamente dele? Mas desta vez abordando um outro aspecto, o humano.

Veja o caso de um hospital infantil em Michigan, que não só permite, como incentiva que as crianças internadas, joguem dentro das dependências do hospital. Se por um lado, o ato de caminhar ajuda a molecada que precisa de tratamentos que envolvem a recuperação física, é óbvio, a garotada pode caminhar pelo hospital, em direção a um dos quatro Pokéstops, ou ao Ginásio,

Do ponto de vista psicológico o ganho é incalculável. Muito se fala que o estado de ânimo de um paciente, interfere diretamente em sua recuperação, são momentos lúdicos para quem, de outra forma estaria preso dentro de quatro paredes.

Mas não fica só nisso, a BBC mostrou o caso de Adam, um adolescente autista de 17 anos, que se recusava a sair de casa havia cinco anos, período em que tudo que fazia era jogar Minecraft. O Pokémon Go incentivou Adam não só a sair de casa, como até mesmo a interagir com outras pessoas.

Mas não fica só nisso, indo um pouco mais além, o jogo está sendo usado na Síria para mostrar a triste realidade das crianças em situação de risco.

Enfim, as coisas nem sempre são o que são. Quando se pensa fora da caixa, elas podem ir muito além dos limites imaginados por seus criadores!

Related posts

Leave a Comment