Lenovo e o futuro da marca Motorola

Quando a Google Inc. comprou a Motorola Mobility 2012, o motivo real da compra não foi o de fabricar seus próprios smartphones, mas, principalmente, absorver as mais de 19 mil patentes da tradicional empresa, a primeira a lançar, nos agora longínquos anos 1980, o telefone celular, e poder armar-se para defender o ecossistema do sistema operacional Android na Guerra de Patentes, que estava quentíssima à época. Mas já que havia comprado a empresa, porque não fazer algo bacana com ela, não é mesmo? Foi daí que surgiu o Moto X,…