WiFi

GigaDSL e novos chips WiFi, a próxima geração de banda larga

Venhamos e convenhamos, velocidade para banda larga nunca é demais. Não importa quanto temos hoje, um pouco mais, ou muito mais, é SEMPRE o ideal.

A Qualcomm divulgou há alguns dias, que está lançando dois novos chips, o primeiro se chama GigaDSL, e permitirá que companhias telefônicas atualizem suas estruturas existentes, que transitam dados por ‘par metálico’ (fios telefônicos) a uma velocidade máxima, teórica, de 350mbps na tecnologia para 1Gbps como diz o novo nome.

Qualcomm

Claro, para isso as operadoras precisam estar dispostas a investir, o que, em um mercado pouco competitivo como o nosso, não é algo muito normal de vermos.

Mas se por um lado o custo de trânsito de dados por meio físico é muito caro, principalmente para a distribuição na chamada ‘última milha’, entre os armários de distribuição e o cliente final, é na tecnologia sem fio que vejo o futuro de uma internet mais rápida e acessível.

WiFi

Mas até chegarmos ao ponto que isso seja possível, ainda demora um pouco, mas quando as TVs analógicas forem proscritas, e seus espectros de banda reutilizados, poderemos ver algo neste sentido.

Enquanto isso, vamos nos virando com nossos roteadores residências, que estão cada vez mais populares, ao ponto de que quem mora em apartamentos já começa a a ter eventuais dificuldades com interferências, e baixa velocidade em suas redes sem fios, a Qualcomm apresentou um novo chip com a tecnologia 802.11ac tri-radio, que, combinando dois rádios de 5ghz, e um de 2,4ghz, pode atingir velocidades de até 3Gbps em redes WiFi, e como é capaz de operar em muitos mais canais que o normal, garante sempre o melhor trânsito de dados possíveis, especialmente para dispositivos móveis.

Excelente para quem tem servidor de mídia em casa! 😉

4-vrse

2016 e o Futuro: Realidade Virtual

Seguindo nossa série sobre o que deveremos ter de novo este ano, vamos falar um pouco sobre realidade virtual, já que ainda neste primeiro trimestre devermos ter como novidade a chegada ao mercado consumidor do Oculus VR, do Facebook, ao preço aproximado de US$350.

Também neste primeiro trimestre, a Microsoft começará a despachar as versões de desenvolvimento do seu Hololens, gadget que mistura realidade virtual e aumentada em frente aos seus olhos. Falamos sobre os dois com um pouco mais de profundidade neste post.

Mas não resta dúvida que hoje, a forma mais barata para se chegar próximo à imersão da realidade virtual, é através do Google Cardboard. Para quem não conhece trata-se de uma estrutura em papelão, que pode ser montada em casa a partir de um modelo, ou comprada pronta, onde se encaixa o aparelho de telefone celular de forma que cada olho só enxergue metade da tela, que por sua vez, dividida em duas imagens, gera uma experiência em 3d.

Muito complicado de entender? Veja este vídeo.

A maioria dos aplicativos para Cardboard são desenvolvidos para Android, e listamos os melhores abaixo, caso você tenha iPhone, sugerimos este link.

Google Earth

1-google-earth

O Google Earth faz parte, junto com outras demonstrações, do aplicativo principal do Cardboard. Infelizmente as imagens são em baixa resolução, e as vezes ficam um tanto quanto pixeladas (link)

Google Street View

2-google-street-view

Apesar de o Google Street View não ter sido originalmente criado para uso com o Cardboard, conseguem-se fazer alguns ‘passeios’ virtuais bem bacanas! (link)

Caaaaardboard!

3-caaaaardboard

Neste jogo, sim, jogo, você pode saltar prédios e fazer acrobacias para ganhar pontos, o preço dele, hoje é R$4,98 / US$ 1,99 (link)

VRSE

4-vrse

O VRSE faz curadoria de conteúdo em realidade virtual, inclusive vídeos (musicais, curta metragem, e até reportagens em realidade virtual do NY Times) (link)

VR Roller Coaster attraction

5-vr-roller-coaster-attraction

Esta montanha russa virtual é uma das melhores, e mais emocionantes maneiras, de conhecer todos os recursos do Cardboard, mas cuidado, pode causar náusea! (link)

Seene

6-seene

O Seene é uma ferramenta para compartilhamento de fotos, mas não qualquer fotos, apenas aquelas fotos em três dimensões! Ele funciona inclusive sem o Cardboard, mas tem suporte à plataforma (link)

Crazy Swing VR

7-crazy-swing-vr

Outra montanha russa para usar com o Cardboard, aqui você passeará entre prédios ou no espaço, muito bacana! Ele vai te torrar um pouco a paciência para comprar a versão paga, aliás, como o fazem quase todos os apps ‘freemium’ (link)

Lamper VR

8-lamper-vr

No Lamper você é uma abelha que precisa viajar pr dentro de túneis enquanto coleta moedas e desviando de obstáculos. Os gráficos são relativamente simples, coisa que melhora, acreditem, o uso (link)

Insidious VR

9-insidious-vr

Este é para quem gosta de tomar sustos, visite uma casa repleta de atividades paranormais, se tens coragem! (link)

Titans of Space Cardboard VR

10-titans-of-space-cardboard-vr

Uma viagem pelo sistema solar e outros mundos, uma coisa bacana do app são os fatos astronômicos que lhes são apresentados na viagem (link)

Sisters

12-sisters

Um jogo que mistura terror e mistério, para ter a experiência completa, utilize-o com fones de ouvido (link)

Proton Pulse

13-proton-pulse

Proton pulse é uma versão do clássico jogo ‘Break Out’, portado para o uso com o Cardboard. Ignore a ‘trama’ é bobinha, já o jogo em si, é divertido. Custa, em 08/01/16 R$ 5,16 (US$ 1,99) (link)

Lantens for Google Cardboard

14-lantens-for-google-cardboard

Se você quer ter uma experiência calma, quase lúdica com o Cardboard, o Lanterns é uma boa. Nele você está à beira de um lago, em diferentes horas do dia, vendo lanternas que ali flutuam (link)

Orbulus

15-orbulus

‘Photospheres’ são como pequenos mundos, em 360 graus. Este aplicativo traz uma coleção delas, que vai de paisagens campestres ao interior de indústrias, que podem ser observadas individualmente (link)

Cardboard Camera

16-cardboard-camera

Este é um aplicativo relativamente novo do Google, que permite que você faça suas próprias fotos para serem vistas com o Cardboard! (link)

Conheça o novo Samsung Galaxy S 4

Olha só quem chegou: o Galaxy S 4! É o novo smartphone top de linha da Samsung. Ele foi apresentado dia 14.03.2013 num evento em NY promovido pela empresa. E as novidades?

O Galaxy S4 apareceu com uma tela Full-HD de 5 polegadas, câmera de 13 megapixels e gestos inteligentes. Separamos as principais mudanças por assunto:

1 – Software e novas funções

O Galaxy S4 roda o Jelly Bean 4.2.2, e pode ser personalizado com o TouchWiz – repletíssimo de funções inteligentes. Estas são as principais:

– O Adapt Display – ajusta-se automaticamente o brilho, saturação e contraste na tela baseado no que você está vendo.

– O Smart Scroll – sabe quando você está olhando para o aparelho; então se você inclinar o aparelho para frente ou para trás, o conteúdo no app rola para cima ou para baixo.

– O Smart Pause – percebe se você não está olhando para a tela, e pausa o vídeo depois de um segundo ou dois.

– O S Translator – ele entende dez idiomas, incluindo português brasileiro <3 Ele transcreve o que você diz, e dita em outro idioma. E funciona mesmo sem conexão à internet.

– O Air View – permite pairar um dedo em pastas na galeria e abrir uma pré-visualização das fotos sem tocá-las!

– O Air Gesture – para navegar na web sem tocar a tela: basta mover o dedo no ar para cima ou para baixo, e a página rola sozinha.

2- Design

Claro que o  S4 lembra muito S 3. Ele tem basicamente o mesmo formato do antecessor, mantendo o botão Home físico, embora seja um pouco mais retangular. As medidas: 13,87 cm de altura e 6,98 cm de largura. O Galaxy S 4 consegue ser menos largo que o S 3, apesar de ter a tela maior, e ainda é mais fino e leve: 7,9 mm de espessura e pesando 130g. As bordas encolheram bastante.

3 – Especificações

O Galaxy S 4 surgiu com tela Super AMOLED ainda maior que a do seu antecessor: 5" de resolução 1920×1080 pixels e 441 PPI.

O processador vai depender do país: alguns receberão o modelo com o Exynos 5 Octa; enquanto outros terão um chip Snapdragon S4 Pro.

O Exynos 5 Octa tem oito núcleos, mas age como quad-core: não mais que quatro núcleos funcionam simultaneamente. São dois conjuntos de 4 núcleos: um deles contém núcleos Cortex-A15, para tarefas mais exigentes; enquanto o outro grupo tem núcleos Cortex-A7, que economizam bateria.

São 2 GB de RAM, 16 GB de armazenamento – com opções de 32GB e 64 GB – e entrada para microSD. Ele tem bateria removível de 2600 mAh, mais do que muitos concorrentes no high-end.

Conta com uma câmera de 13 MP com flash mais câmera frontal de 2 MP. Grava vídeo usando as duas câmeras ao mesmo tempo. A câmera frontal consegue tirar 100 fotos em apenas quatro segundos, e consegue selecionar as melhores para criar uma só imagem. Também há uma função “Sound and Shot”, que permite gravar cinco segundos de áudio antes de tirar uma foto.

Em sua estrutura interna, existe oito sensores internos, como os de temperatura e umidade, mais um sensor infravermelho para controlar sua TV.

O Samsung Galaxy S 4 tem tudo para ser o melhor Android do mercado. Ele será lançado em 155 países ao redor do mundo a partir de abril. Fique ligado em nosso Facebook e Twitter para ficar por dentro das novidades da Samsung na Ibyte 🙂