4-vrse

2016 e o Futuro: Realidade Virtual

Seguindo nossa série sobre o que deveremos ter de novo este ano, vamos falar um pouco sobre realidade virtual, já que ainda neste primeiro trimestre devermos ter como novidade a chegada ao mercado consumidor do Oculus VR, do Facebook, ao preço aproximado de US$350.

Também neste primeiro trimestre, a Microsoft começará a despachar as versões de desenvolvimento do seu Hololens, gadget que mistura realidade virtual e aumentada em frente aos seus olhos. Falamos sobre os dois com um pouco mais de profundidade neste post.

Mas não resta dúvida que hoje, a forma mais barata para se chegar próximo à imersão da realidade virtual, é através do Google Cardboard. Para quem não conhece trata-se de uma estrutura em papelão, que pode ser montada em casa a partir de um modelo, ou comprada pronta, onde se encaixa o aparelho de telefone celular de forma que cada olho só enxergue metade da tela, que por sua vez, dividida em duas imagens, gera uma experiência em 3d.

Muito complicado de entender? Veja este vídeo.

A maioria dos aplicativos para Cardboard são desenvolvidos para Android, e listamos os melhores abaixo, caso você tenha iPhone, sugerimos este link.

Google Earth

1-google-earth

O Google Earth faz parte, junto com outras demonstrações, do aplicativo principal do Cardboard. Infelizmente as imagens são em baixa resolução, e as vezes ficam um tanto quanto pixeladas (link)

Google Street View

2-google-street-view

Apesar de o Google Street View não ter sido originalmente criado para uso com o Cardboard, conseguem-se fazer alguns ‘passeios’ virtuais bem bacanas! (link)

Caaaaardboard!

3-caaaaardboard

Neste jogo, sim, jogo, você pode saltar prédios e fazer acrobacias para ganhar pontos, o preço dele, hoje é R$4,98 / US$ 1,99 (link)

VRSE

4-vrse

O VRSE faz curadoria de conteúdo em realidade virtual, inclusive vídeos (musicais, curta metragem, e até reportagens em realidade virtual do NY Times) (link)

VR Roller Coaster attraction

5-vr-roller-coaster-attraction

Esta montanha russa virtual é uma das melhores, e mais emocionantes maneiras, de conhecer todos os recursos do Cardboard, mas cuidado, pode causar náusea! (link)

Seene

6-seene

O Seene é uma ferramenta para compartilhamento de fotos, mas não qualquer fotos, apenas aquelas fotos em três dimensões! Ele funciona inclusive sem o Cardboard, mas tem suporte à plataforma (link)

Crazy Swing VR

7-crazy-swing-vr

Outra montanha russa para usar com o Cardboard, aqui você passeará entre prédios ou no espaço, muito bacana! Ele vai te torrar um pouco a paciência para comprar a versão paga, aliás, como o fazem quase todos os apps ‘freemium’ (link)

Lamper VR

8-lamper-vr

No Lamper você é uma abelha que precisa viajar pr dentro de túneis enquanto coleta moedas e desviando de obstáculos. Os gráficos são relativamente simples, coisa que melhora, acreditem, o uso (link)

Insidious VR

9-insidious-vr

Este é para quem gosta de tomar sustos, visite uma casa repleta de atividades paranormais, se tens coragem! (link)

Titans of Space Cardboard VR

10-titans-of-space-cardboard-vr

Uma viagem pelo sistema solar e outros mundos, uma coisa bacana do app são os fatos astronômicos que lhes são apresentados na viagem (link)

Sisters

12-sisters

Um jogo que mistura terror e mistério, para ter a experiência completa, utilize-o com fones de ouvido (link)

Proton Pulse

13-proton-pulse

Proton pulse é uma versão do clássico jogo ‘Break Out’, portado para o uso com o Cardboard. Ignore a ‘trama’ é bobinha, já o jogo em si, é divertido. Custa, em 08/01/16 R$ 5,16 (US$ 1,99) (link)

Lantens for Google Cardboard

14-lantens-for-google-cardboard

Se você quer ter uma experiência calma, quase lúdica com o Cardboard, o Lanterns é uma boa. Nele você está à beira de um lago, em diferentes horas do dia, vendo lanternas que ali flutuam (link)

Orbulus

15-orbulus

‘Photospheres’ são como pequenos mundos, em 360 graus. Este aplicativo traz uma coleção delas, que vai de paisagens campestres ao interior de indústrias, que podem ser observadas individualmente (link)

Cardboard Camera

16-cardboard-camera

Este é um aplicativo relativamente novo do Google, que permite que você faça suas próprias fotos para serem vistas com o Cardboard! (link)

internet-das-coisas

Aprenda um pouco mais sobre a ‘internet das coisas’

Um dos termos recentes mais populares na tecnologia, é aquele que fala sobre a ‘internet das coisas’, e a confusão mais comum acerca deste termo, é aquela que considera internet das coisas simplesmente equipamentos que têm acesso à internet, como um refrigerador que apareceu alguns meses atrás em que se podia acessar à rede.

Mas não é bem por aí, a internet das coisas é bem mais que isso, ela é a aplicação prática do uso de redes de forma a facilitar nossa vida, e, além de hardware (os aparelhos em si), envolvem também o serviço ou aplicação prática que se dá à ‘coisa’ envolvida.

Apesar de o termo só ter se popularizado recentemente, ele não é um conceito recente, e a primeira versão de um utensílio conectado, foi uma máquina automática de Coca-Cola, na Universidade de Carnegie Mello, Nova Iorque, em 1982, anterior até mesmo ao lançamento da versão final do IPV4 (é o famoso ‘ip’ de sua rede), que só se daria em 1983.

internet-das-coisas

Com a disseminação e popularização da internet, nos anos 1990, a ideia de termos os mais variados equipamentos ligados à rede esbarrava justamente na limitação do IPV4 (Internet Protocol V4), que possuía ‘apenas’ 4,29 bilhões de combinações possíveis, e, se àquele tempo o número era suficiente para a redes de navegação, era virtualmente impossível a fabricação em massa de aparelhos, com números dedicados, só em 1995, a solução encontrada, o IPV6 foi anunciada. A nova versão do Protocolo de Internet passou a permitir um número absurdo de variações, indo dos 4,29 bilhões da V4 para um número impossível em ser expresso por extenso: 3,403 x 1038 (considere o arredondamento para o número 34 seguido de 37 zeros).

Hoje a internet das coisas está se consolidando, já existe um bom número de produtos – falaremos sobre alguns semana que vem –, mas ainda existem avanços que precisam ser alcançados, principalmente na área de softwares e hardwares computacionais, que possam balancear o consumo de energia com o poder de processamento dos produtos que estão surgindo.

raspberry-pi

Agora o mais interessante, é que é justamente neste momento que as oportunidades se avolumam na cabeça dos sonhadores e dos que desconhecem o impossível, porque são eles que foram, e sempre serão, os grandes responsáveis pelos grandes avanços tecnológicos.

Quem sabe não pode ser você?

Dicas para estudar a respeito:

Fazedores – a internet das coisas está muito entrelaçada com o movimento ‘maker’, que fala justamente sobre construção de eletrônicos.

O Raspberry Pi é um pequeno computador, todo embutido em uma única placa e de baixo consumo de energia, que já vem com todo tipo de conectividade necessária.

A Cisco tem uma página cheia de boas referências!

Conheça o Brilo, o sistema operacional do Google para a Internet das Coisas.

chromecast4

Google Chromecast: deixe sua TV ‘Esperta’

chromecast4

Se você pedir uma definição curta para o Google Chromecast, eu diria que acima de tudo, ele é um aparelho anti-obsolescência.

Quem comprou televisores há mais de quatro ou cinco anos, muito provavelmente os comprou ainda em sua fase ‘pura’, quando eram apenas uma interface de áudio e vídeo, ou o fez nos primórdios das TV híbridas, também conhecidas como ‘Smart TVs’, que traziam poucos aplicativos, e geralmente não eram muito bons.

Mas como estamos falando de bens de consumo duráveis, muitos, mesmo querendo ter novas funções em seus aparelhos, resistem, com razão, em trocá-los quando muitas veze nem mesmo chegaram à metade de sua vida útil.

Para a maioria dos que se encontram nesta situação, o Google Chromecast é a opção economicamente mais eficiente do mercado.

O Google Chromecast é um ‘dongle HDMI’, gadget que parece um ‘thumb drive’ mas feito para ser ‘espetado’ na porta HDMI de seu televisor, e depois de configurá-lo para usar sua rede WiFi, é só usar seu computador, tablet ou smartphone (Android ou iOS), para controlar o aparelho e ‘jogar’ conteúdo para sua televisão.

Chromecast

Nexus-Nexus-5-google-ibyte

Google anuncia oficialmente Nexus 5

Ontem a Google oficializou o lançamento do Nexus 5. Aqui no blog você conferiu o que nós pegamos de informações vazada na internet, e hoje nós falaremos um pouco mais desse incrível aparelho que sucede o Nexus 4.

 

Nexus-5-Google-ibyte

 

Design

 

Ele está um pouco maior que o Nexus 4. A tela veio mesmo com 5 polegadas 441 PPU e resolução Full-HD. Porém está mais fino e leve. A traseira agora vem com o logo Nexus e uma lente bem maior para a câmera.

 

Especificações Técnicas

 

O aparelho feito pela LG vem com 2GB de RAM e tem um processador Snapdragon 800 com 2.3GHz, o que é algo impressionante para um smartphone, já que o processador é quad-core e tem um núcleo a mais para alimentar e processar coisas enquanto o aparelho descansa.

 

A Câmera

 

8MP a principal e a frontal 1,2MP, o que deixa alguns loucos por autoretratos um pouco triste. Porém ela tem novos recursos para aprimorar o desempenho, o que era bem chato no Nexus 4

 

Rede

 

O Nexus 5 vem com redes 4G LTE, HSPA+, GSM, CDMA, Wifi, Bluetooth 4.0, NFC e carregamento wirelss Qi.

 

Valores

 

Nos EUA, o modelo de 8GB sai por U$ 300, enquanto de 16GB custa U$ 350 e o de 32GB U$ 400. No Brasil ainda não sabemos os valores, mas ficaremos felizes se não demorar tanto quanto o Nexus 4.

 

O vídeo abaixo mostra como o novo smartphone da Google pode te surpreender:

 

google-nexus-5-vazado-lg-launcher-smartphone-fr-sfr-repro

Google pode lançar Nexus 5, com Android KitKat em outubro

A expectativa só aumenta em torno do Nexus 5, a próxima versão da linha Nexus da Google. A grande novidade do aparelho é a presença do sistema operacional Android 4.4, o chamado KitKat.

 

google-nexus-5-vazado-lg-launcher-smartphone-fr-sfr-repro google-nexus-5-vazado-lg-teclado-sms-mensagens-9to5google-repro google-nexus-5-vazado-lg-lock-screen-smartphone-fr-sfr-repro google-nexus-5-vazado-lg-key-lime-pie-smartphone-fr-sfr-repro google-nexus-5-vazado-lg-foto-smartphone-fr-sfr-repro google-nexus-5-vazado-lg-desligado-smartphone-fr-sfr-repro google-nexus-5-vazado-lg-camera-smartphone-fr-sfr-repro google-nexus-5-vazado-lg-camera-lock-screen-tuttoandroid-repro google-nexus-5-vazado-lg-apps-repre-smartphone-fr-sfr-repro
A LG mais uma vez é a felizarda pra fabricar o Nexus 5, já que foi quem produziu o Nexus 4. Esta seria a segunda vez que a Google mantém a parceria com um fabricante, já que o Galaxy Nexus e o Nexus S foram feitos pela Samsung.

 
O Nexus 5 deve ir com tela de 5″ HD (1080p), o que se assemelha com o Optimus G2, o top de linha da LG. Para os viciados em velocidade e conectividade, o novo Nexus vem com LTE 4G, que gerou bastante reclamação no Nexus 4.

 
A câmera promete ser de 8 megapixels e o processador um Snapdragon 800 CPU com uma leva de 2GB de RAM e uma bateria de 2.300mAh. O Nexus 5 pode vir com conectividade NFC e não ter memória expansível com cartão SD, mas o armazenamento interno será de 32GB.

 
Alguém ai se animou com o Nexus 5? Você pode conferir o seu antecessor, o Nexus 4, na nossa loja virtual por R$1.214,10 à vista no boleto/bankline ou em até 12x de R$112,42 (sem juros): http://bit.ly/1arkYtG

 

tela-nexus4

Review – LG Nexus 4

Ele é considerado o queridinho da Google. Um aparelho tão robusto que bate de frente com os concorrentes iPhone 5 e Galaxy SIII. Sim, estamos falando do LG Nexus 4.

A LG foi a fabricante que se deu de bem em fabricar a nova geração da linha Nexus, projetada pela gigante Google, onde o objetivo principal é oferecer uma experiência mais pura e próxima do sistema operacional Android.

O Nexus 4 tem um design e uma pegada de dar inveja a outros aparelhos do segmento. Ele é bonito e bastante atraente visualmente.

 

Design

 

Com um friso cromado, similar ao iPhone 3GS ele ainda conta com uma camada emborrachada, o que gera um certo atrito e não deixa o aparelho escapar de suas mãos.

 

frisos

 

A tampa traseira traz um efeito holográfico que lembra algumas lantejoulas. Posicionando o aparelho contra a luz, temos a impressão de que algo está se mexendo. Calma, é apenas o movimento do telefone ou de seus olhos!

 

tampa-traseira

 

9,11mm de espessura. Sim, o Nexus 4 é bem fino! O que deixa algumas pessoas tristes é que o aparelho não possui bateria removível, assim como o iPhone. Na parte de baixo do aparelho encontramos um conector microUSB, um microfone e os dois únicos parafusos do Nexus 4.

 

espessura

 

parte-de-baixo

 

A lateral esquerda nos mostra um botão de volume e a gavetinha para o microSIM. Vale ressaltar que o Nexus 4 não tem a função hot-swap, o que nos obriga a reiniciar o aparelho sempre que o cartão microSIM for alterado.

 

lateral-esquerda

 

Na lateral direita temos o solitário botão Power. Em cima do Nexus 4 temos o conector de fone de ouvido e mais um microfone, esse último para cancelar e nivelar ruídos.

 

lateral-direita

 

parte-de-cima

 

Tela

 

Equipado com uma tela de 4,7″ e maior 0,05″ a mais que seu antecessor, o Nexus 4 conta com a tecnologia True HD IPS Plus e resolução WXGA (768×1280). Além da curva sutil, a tela é reforçada com o Gorilla Glass 2 e o touch é bem responsivo. Além disso, as cores são mais vivas e muito bem definidas quando comparamos com às telas de Super AMOLED, da concorrente Samsung.

 

tela-nexus4

 

Multimida

 

Não dá para colocar o Nexus 4 em uma briga com os concorrentes quanto à multimídia. O aparelho não é dos melhores, tanto que o kit não possui fones de ouvido. A qualidade sonora do aparelho é muito boa, porém o volume da saída de áudio não é tão alto. Mas isso não impede de utilizar o Nexus 4 como player de música, já que o aparelho exerce com maestria essa função.

 

Câmera

 

Boas fotos são garantidas com a câmera do Nexus 4. As lentes principais capturam imagens de 8 megapixels. Possui foco automático e um forte flash que vai bem em fotos noturnas. Ainda vem com função panorâmica e HDR, que dão aquela força para os que desejam tirar fotos similares à realidade.

 

foto-nexus-3

 

foto-nexus-2

 

foto-nexus-1

 

 

Os fãs de vídeos podem comemorar, pois o Nexus 4 grava videos em 1080p a 30 quadros por segundo. Confira o vídeo:

 

 

A câmera frontal do aparelho cumpre bem o seu papel. Tirando fotos em 1,2 megapixels e filmando em resolução HD 720p, não é de se jogar fora. Com a câmera frontal também é possível obter conversas por vídeo via Skype e Google Talk.

 

Android Nativo

 

android

 

A grande sacada foi usar o sistema operacional Android de forma nativa, sem customização de operadora ou fabricante. Tudo acontece de forma natural com o manuseio desse sistema. A tela de bloqueio, por exemplo, não é apenas uma tela com senha ou códigos de desenho, mas agora é permitido a adição de widgets e mais uma variedade de opções para desbloquea-la.

As telas de início (sim, o sistema permite a criação de 5 telas) podem ser configuradas com widgets e ícones facilitando seu acesso e manuseio do software de acordo com suas necessidades.

 

Google Now

 

google-now

 

O Google Now merece destaque, uma braço e um beijo! O Google já sabe de muita coisa da sua vida e, assim, aproveita todas as informações coletadas para te dar mais informações relevantes.

Quer saber as informações de trânsito? Pois antes de sair de casa basta dar uma olhadinha no card de trânsito e ver se há congestionamentos ou até horários de ônibus.

 

Bateria

 

bateria-nexus-4

 

Infelizmente é o ponto que decepciona. Com capacidade de 2100 mAh e não-removível, o aparelho vai te deixar na mão se depender tanto de smartphone. O Nexus 4 possui um processador e um chip gráfico muito bons e, por isso, consomem muita energia. O maior consumidor de bateria do aparelho é a tela, que ficou com 52% de toda a bateria usada.

O telefone também esquenta um pouco, mas não é algo que seja desconfortável em uso de ligações, por exemplo.

 

Especificações Técnicas

 

  • Processador: Qualcomm Snapdragon S4 Pro de 1,5 GHz, GPU Adreno 320.
  • RAM: 2 GB de RAM.
  • Armazenamento: 8 GB ou 16 GB de armazenamento interno e sem suporte para cartões de memória.
  • Conectividade: 3G DC-HSDPA, 3G HSPA+, Wi-Fi dual-band a/b/n/g, NFC, Bluetooth 4.0 e microUSB.
  • Tela: True HD IPS Plus de 4,7 polegadas, resolução de 768×1280 (densidade de 318 ppi), Gorilla Glass 2.
  • Câmera: 8 megapixels com autofoco e flash, filma em 1080p a 30fps; câmera frontal de 1.3 megapixel com captura de vídeos em 720p.

O Nexus 4 é um aparelho mais do que fantástico. É um modelo que bate de frente com smartphones high end, como iPhone 5 ou Galaxy S III. O maior pecado desse smartphone é a autonomia da bateria, que poderia ser bem maior do que o atual.

Curtiu o aparelho? Então garanta o seu na loja vitual da Ibyte: http://bit.ly/GLNiPp