Conheça 6 aplicativos de gestão para auxiliar sua empresa no modelo híbrido

O trabalho híbrido ou totalmente remoto já faz parte da realidade de muitas empresas. É uma grande tendência de mercado, já que as companhias precisaram se adaptar rapidamente devido ao surgimento da pandemia de Covid-19. Grande parte das corporações que aderiram a atuação home office notaram a alta na produtividade dos colaboradores, assim como uma melhora significativa no comportamento organizacional.

Líderes e gestores enxergaram uma oportunidade de transformar ofícios realizados em escritórios tradicionais em funções híbridas, que funcionam a partir de jornadas na própria empresa, mas também em casa.

Mas para auxiliar na administração e logística da empresa foi necessário optar por alguns aplicativos de gestão para deixar todos os setores alinhados.

Se você é um médio ou pequeno empresário, que está pensando ou ajustando seu negócio para o modelo híbrido ou totalmente à distância, então não pode deixar de conferir 6 aplicativos de organização que vão melhorar a gestão da sua equipe.

Continue lendo e confira!

Quais são os melhores aplicativos para ajudar a empresa no home office?

As atividades corporativas sofreram enormes modificações nos últimos anos, principalmente por conta da ascensão digital.

Reuniões que antes eram presenciais, agora são realizadas por meio de videoconferências em celulares inteligentes. A gestão de projetos que era feita de maneira conjunta dentro da empresa, passa a ser organizada dentro de apps voltados para a uma melhor distribuição de tarefas, gestão do tempo, dentre outros recursos.

Pensando nisso, conheça agora alguns desses apps tão utilizados:

1 – Trello

Conhecido antes mesmo do boom da pandemia, o Trello é um recurso online utilizado no gerenciamento de tarefas corporativas. Ele possui algumas ferramentas que auxiliam – e muito! – na comunicação entre as equipes da empresa, que visam entregar seus encargos em datas corretas, principalmente na concepção de estratégias do setor de marketing de microempresas.

Sua interface é simples de ser utilizada, visto a distribuição em cards que podem ser editados conforme o andamento da atividade. E detalhe: a edição pode ser feita por todos os membros do time, basta conceder acesso aos envolvidos.

O melhor que a ferramenta é gratuita, basta criar um login. Entretanto, se você deseja utilizar algumas funcionalidades a mais, existem planos completíssimos que trazem um “plus”, como checklist, marcadores, comentários e anexo de arquivos.

O Trello pode ser encontrado em sistemas como:

  • Google Chrome;
  • Mozilla Firefox;
  • Safari;
  • Google Play;
  • iOS.

2 – Oitchau

Você pode estar se perguntando: “mas e a jornada de trabalho? Como conseguirei mensurar as atividades dos meus colaboradores à distância?”.

É para isso que surge o aplicativo Oitchau, que serve – basicamente – como um ponto eletrônico. Por meio dele, é possível acompanhar a trajetória diária dos seus funcionários e, acima de tudo, ter uma redução de gastos considerável na folha de horas extras e pagamentos.

A usabilidade também é bastante simples, sendo somente necessário criar um perfil no nome da corporação e adicionar os trabalhadores. O setor de Recursos Humanos e Departamento Social são os maiores privilegiados por esse aplicativo de organização, em especial porque ele está de acordo com as regras do Ministério do Trabalho e Emprego.

Ele pode ser encontrado em sistemas como:

  • Google Chrome;
  • Google Play;
  • App Store;
  • Safari;
  • Mozila Firefox.

3 – Google Workspace

Ah, o Google! O buscador traz inovações importantíssimas para as empresas que estão aderindo ao movimento híbrido e 100% remoto.

Por meio de variados aplicativos que apresentam funções diferenciadas e inovadoras, como o Google Chat, Meet, Gmail, Agenda, Docs, Planilha e Apresentação, o Google Workspace nasceu com o intuito de auxiliar pequenos, médios e grandes empreendedores mundo afora.

Apresentações corporativas podem ser realizadas com pessoas do mundo inteiro com apenas um clique! E não pense que o desempenho vai ser prejudicado, muito pelo contrário. A performance da equipe continua a todo vapor, porque há a possibilidade de se comunicar ao mesmo tempo que dados são transmitidos por uma tela, por exemplo.

Esse é o caso de uma videoconferência com transmissão de tela. Sem contar nas inúmeras possibilidades de otimizações e edições em documentos em tempo real e de maneira conjunta. Simplesmente uma ideia ousada e revolucionária.

Ele pode ser encontrado em sistemas como:

  • Google Play;
  • iOS;
  • Google Chrome.

4 – Slack

Sua companhia é separada por projetos e precisa que a equipe responsável por cada um das iniciativas tenha um grupo ou uma sala específica para trocar mensagens, informações e definições sobre como as propostas irão seguir? Então o aplicativo Slack é a melhor opção!

Nesse app de gestão, há a oportunidade de adicionar anexos em arquivos para todo o time de uma só vez, além de facilitar a comunicação entre os integrantes de uma mesma área.

E o melhor, por meio dele, é possível integrar outros vários aplicativos voltados à organização e administração de sua empresa. Sendo uma saída muito inteligente para aqueles que gostariam de otimizar o fluxo de trabalho de todos os colaboradores.

Ele pode ser encontrado em sistemas como:

  • Google Play;
  • Apple Store;
  • Google Chrome.

5 – Agendor

Para a equipe do setor comercial as novidades são as melhores! E é no Agendor que a melhoria nesse seguimento será significativa. Esse app tem como objetivo melhorar e organizar a relação entre a empresa e o cliente. Suas funcionalidades permitem realizar a prospecção de clientes e também a finalização de uma boa proposta de trabalho para sua companhia.

Em geral, ele consegue captar informações sobre potenciais leads e entregar um plano de ação para que a área de vendas esteja preparada. Além disso, você pode acompanhar como está o andamento de tarefas relacionadas ao cliente, sem contar na oportunidade de ficar por dentro de relatórios e índices de vendas.

Ele pode ser encontrado em sistemas como:

  • iOS;
  • Apple Store;
  • Google Play.

6 – Constructive Feedback

Um negócio que visa alcançar o sucesso precisa aplicar feedbacks aos seus colaboradores. O app de gestão Constructive Feedback é capaz de otimizar esse processo, já que foi criado pensando exatamente nesse tipo de diálogo entre líderes e liderados. Com ele, os gestores podem enviar avaliações, acompanhar jornadas e, ainda, captar perguntas dos funcionários.

Caso prefira, as médias podem ser feitas de forma anônima, bem como coletiva ou individual. Essa é uma forma inteligente de deixar os seus colaboradores por dentro do que devem continuar fazendo ou o que será preciso mudar para atingir as estratégias da empresa.

São tantas as opções que fica até mais simples pensar em gerir uma corporação inteira de maneira híbrida, não é mesmo?

Esperamos que tenhamos conseguido ajudá-lo nesse processo, que leva algum tempo para ser implantado sem muitas dificuldades. Analise se o seu time e o seguimento da sua empresa estão preparados para lidar com questões no ambiente online e depois, vá em frente!

Lembre-se de compartilhar esse post em suas redes sociais, por meio dele você pode ajudar outros empreendedores na organização remota. Aproveite e leia um pouco mais sobre o assunto a partir de 15 blogs que você, microempreendedor, deve conhecer!

7 Ferramentas de trabalho para te auxiliar no modelo remoto

O trabalho remoto está se tornando cada vez mais comum na vida das pessoas. Isso se deve tanto ao fato da tecnologia estar evoluindo – e se tornando cada vez mais acessível – quanto a outros fatores como a pandemia de Covid-19 iniciada em 2020.

O novo coronavírus obrigou muitas pessoas a trabalharem de suas casas ou mesmo iniciarem um novo negócio no lar, para garantir a renda. Por isso, elaboramos um conteúdo que vai te ajudar a aumentar a produtividade e manter a organização nesse novo modelo de trabalho.

Quer ficar por dentro? Continue rolando a página e confira!

1- Google Calendar

Muitas pessoas já conhecem essa ferramenta do Google, mas não utilizam todo o potencial que ela tem a oferecer. Com o Google Calendar, é possível cumprir a primeira meta do dia: a organização pessoal.

Utilize essa ferramenta para definir quais tarefas precisam ser feitas, assim você não corre o risco de esquecer algo importante. Além disso, é possível criar um calendário compartilhado com sua equipe e garantir a comunicação, além de eventos com lembretes.

2- Evernote

O Evernote é uma ferramenta de trabalho que permite a criação de notas e textos, além da inserção de imagens e arquivos. Tudo isso fica salvo e ainda pode ser compartilhado, o que torna seu uso ainda mais prático.

Além disso, a ferramenta utiliza um sistema de tags para encontrar aquilo que você deseja com mais facilidade. Ela também consegue reconhecer imagens e textos dentro das notas, além de arquivos digitalizados. Pode ser usado tanto em PC’s e notes quanto em celulares!

3- Google Drive

Seus arquivos de trabalho estão prontos e você não quer arriscar perdê-los ou precisa liberar o acesso para outras pessoas? O Google Drive pode ser a solução! Na versão grátis, ele disponibiliza 15 GB de armazenamento na nuvem, porém, se você precisa de mais espaço, o plano pago pode ser uma opção interessante.

Essa ferramenta de trabalho também permite o acesso por outros dispositivos e contas, o que a torna ainda mais prática. Acesse seus arquivos de qualquer lugar do mundo utilizando apenas um computador e uma rede de internet.

4- Microsoft Office Online

Essa é outra ferramenta interessante para quem precisa acessar e compartilhar arquivos na nuvem. O Microsoft Office Online ainda permite edições simultâneas, o que facilita muito a vida de equipes que se distanciaram por causa do trabalho remoto. Confira os recursos disponíveis:

  • Word: edição de textos;
  • Excel: edição e criação de planilhas;
  • PowerPoint: apresentações em forma de slide;
  • OneNote: criação de notas.

5- Asana

Essa ferramenta está disponível no mercado brasileiro com a versão gratuita e paga. Suas funções incluem listar tarefas, criar times e quadros de projetos, além de um chat colaborativo. Os recursos disponibilizados pela Asana ajudam principalmente as pessoas que trabalham em equipes.

6- TomatoTimers

Agora todas as suas tarefas estão devidamente organizadas e ranqueadas em nível de importância. Quando for trabalhar em alguma delas, lembre-se de registrar quando começou e quando vai finalizar a atividade, isso ajuda a entender quais estão tomando mais do seu tempo e quais podem ser facilmente resolvidas.

Você pode usar um cronometro comum ou modelos disponíveis na internet como o TomatoTimers, que se baseia na técnica Pomodoro para gerir o tempo. Essa técnica de gestão é muito famosa e consiste em trabalhar por 25 minutos com o máximo de concentração e fazendo pausas de 5 minutos.

7- Toggl

Outra ferramenta muito boa para gerir o tempo dedicado a cada tarefa é o Toggl. Ele permite ao usuário monitorar o tempo gasto com cada projeto ou mesmo cada cliente, o que ajuda a entender a sua produção e da sua equipe em diferentes escalas. Além da versão gratuita, essa ferramenta também possui uma versão com outros recursos que podem ser liberados mediante pagamento.

Vale a pena pagar uma extensão ou um software?

Depois de analisar as opções, você já deve ter percebido que muitas das ferramentas para trabalho têm uma extensão que é liberada mediante pagamento. A pergunta é: será que vale a pena pagar?

Para responder essa pergunta é preciso ter em mente que um serviço otimizado e bem documentado pode ser muito vantajoso para a equipe. A segurança que os sistemas de armazenamento na nuvem oferecem também deve ser considerada.

No mercado, ainda é possível encontrar softwares com funções variadas que também são interessantes para empresas grandes e pequenas que alugam notebooks para possibilitar o sistema híbrido aos colaboradores, ou mesmo pessoas que trabalham de forma autônoma.

Esperamos que esse post tenha te ajudado a encontrar soluções que otimizem seu tempo de trabalho remoto e impacte positivamente no desempenho da sua equipe e garantindo o seu aprendizado de como deixar o cliente satisfeito. Até o próximo post!

Melhor headset gamer: 7 modelos de fones para comprar!

O melhor headset gamer está nesta lista! Nós sabemos o quanto é fundamental usar um fone de qualidade para jogar, afinal de contas, precisamos nos comunicar com as equipes dos jogos e isolar os ruídos externos para uma melhor experiência.

Escolher o headset gamer é uma tarefa simples se você já conhece as nossas dicas – se ainda não conhecer, ainda dá tempo de ler. Agora, nós te convidamos a conhecer os melhores fones gamers! Continue lendo a seguir!

1. Headset Gamer Logitech Astro A40

Este headset foi projetado para o universo dos jogos, já que ele atende aos mais rigorosos padrões de qualidade – nos referimos a: conforto, durabilidade e fidelidade de áudio.

Para ter uma noção do quanto ele é bom, saiba que seu sistema de processamento é Dolby Digital Surround Sound e Daisy Chain. Mas o que esses nomes significam? Bom, de forma didática, eles processam o som sem interferência ou atraso, construindo ondas sonoras super equilibradas.

Isso também garante que a captura da voz no microfone seja impecável. Detalhe, o fone é removível e pode ser posicionado do seu lado favorito.

Características:

  • Software de controle: configuração de áudio profissional;
  • Compatível com: Mac, PC, PS4;
  • Frequência: 20 – 20.000 Hz;
  • Impedância: 48 Ohms;
  • Distorção: < 0,1%.

Confira o Headset Gamer Logitech Astro A40 e tenha conforto para jogar quanto tempo quiser!

2. Headset Gamer Lenovo Legion H500

Antes de tudo, ele é PRO 7.1 e Surround Sound. Só por essas características você já sabe que ficará imerso no universo dos games com um som de qualidade. Essas duas tecnologias ainda proporcionam uma performance de som com excelência. Inclusive, o formato anatômico do fone é para cancelar qualquer ruído externo.

Características:

  • Compatível com: Nintendo Switch, PS4, Xbox, Celular e PC;
  • Frequência: 20 – 20.000 Hz;
  • Impedância: 32 Ohms;
  • Sensibilidade: 96DB;
  • Distorção: < 5%.

Quer jogar sem incômodos? Esse é o modelo perfeito! Confira o Headset Gamer Lenovo Legion H500.

3. Headset Gamer Logitech Astro A10

Não é o mesmo modelo do primeiro, mas é da mesma marca. Logo, não espere nada menos do que alto padrão. Esse modelo atende até os profissionais mais exigentes, tudo porque ele constrói sons limpos e poderosos. Dá para sentir os graves com toda a intensidade.

Ah, e o conforto oferecido pelas almofadas reduz a fadiga quase a zero. Dessa forma, ele se classifica como um dos melhores fones para partidas longas. Conheça mais algumas vantagens a seguir.

  • Compatível com: Mobile,PS4, Xbox One, Nintendo Switch, MAC;
  • Frequência: 20 – 20.000 Hz;
  • Impedância: 32 Ohms;
  • Sensibilidade: 104DB;
  • Distorção: < 3%.

Este modelo de fone tem um valor mais acessível do que o mencionado anteriormente. Então, se está em busca de um modelo com qualidade premium por um preço acessível, o Headset Gamer Logitech Astro A10 é o ideal. Invista nele e ouça com plenitude.

4. Headset Gamer Logitech G533 Wireless

Pois é, temos a Logitech presente na lista novamente. Deu para perceber ao longo da lista que a marca tem muita qualidade em seus produtos, não é verdade? Então, não podemos deixar de fora um dos seus melhores exemplares.

O G533 conta com a mesma tecnologia 7.1 que limpa e transmite o som com excelência. Sabe qual é a sua vantagem sobre os anteriores? Ele é sem fio. Dessa forma, não precisa ficar perto do PC ou console. Você pode jogar deitado na cama – super confortável!

Características:

  • Compatível com: PC, Mac;
  • Frequência: 20 – 20.000 Hz;
  • Impedância: 2200 Ohms;
  • Sensibilidade: 107DB;
  • Alcance: 15m;
  • Duração da bateria: 15hrs.

Ficou interessado em garantir o seu? Vem ver o Headset Gamer Logitech G533 com mais detalhes.

5. Headset Gamer HyperX Cloud Flight

Seguimos com mais um modelo wireless e, com certeza, você também irá gostar. A HyperX já é conhecida por desenvolver produtos altamente tecnológicos. Saiba que este modelo de fone está incluso nessa linhagem de qualidade.

Um detalhe que não pode passar batido é que ele foi desenvolvido para aguentar o desgaste diário. Para ter uma ideia, ele é confeccionado com aço!

Características:

  • Compatível com: PC e PS4;
  • Frequência: 10 – 20.000 Hz;
  • Impedância: 32 Ohms;
  • Sensibilidade: 99,5 DB;
  • Distorção: < 2%;
  • Alcance: 20m.

Duração da bateria:

  • 30hrs, com LED desligado;
  • 18 horas com LED pulsando;
  • 13 horas com LED frequente.

O Headset Gamer HyperX é, de longe, um dos melhores. Não é à toa que está presente em nossa lista. Caso tenha interesse nesse modelo, acesse para conferir todo seu design e demais especificações técnicas.

6. Headset Gamer Sony Pulse 3D

Já jogou ouvindo um áudio 3D? Só quem já teve a experiência sabe o quanto é incrível. Um exemplo bem didático e prático: os pingos de chuva são produzidos como o ambiente do jogo, então você escuta a chuva caindo a sua volta, como se realmente estivesse nela. E tudo isso é feito graças ao mapeamento tridimensional do áudio.

Essa tecnologia de som é extremamente refinada e combinada com os dois microfones para captação de voz e o cancelamento de ruído, é o headset perfeito para gamers!

Características:

  • Compatível com: PS5;
  • Alcance: 10m;
  • Duração da bateria: 12hrs.

Conheça esse modelo de perto: Headset Gamer Sony Pulse 3D. Sinta-se imerso dentro do game!

7. Headset Gamer Microsoft Series X/S

O último modelo dessa lista fica por conta da Microsoft, uma das melhores desenvolvedoras do momento. Este proporciona uma imersão completa dentro do game, tudo por conta da experiência de áudio e conforto anatômico. Além disso, tem a tecnologia de reduzir o ruído externo e captar a voz com muita precisão.

Características:

  • Compatível com: Xbox;
  • Frequência: 20 – 20.000 Hz;
  • Impedância: 32 Ohms;

Quer usar um Headset Gamer Microsoft Series X/S? Dê uma olhadinha depois e veja todas suas especificações técnicas com mais detalhes.

E aí, qual desses modelos foi o que mais te chamou a atenção? Aproveite para acessá-los e conferir com mais detalhes as vantagens de cada um.

Para mais informações interessantes como esta, continue acompanhando o blog Descomplik! Nos vemos no próximo post!

Vale a pena investir em um ssd

Saiba o que é SDD e como identificar a melhor opção para você

O componente SSD (Unidade de Estado Sólido, em tradução literal) é um meio de armazenamento, geralmente mais rápido e silencioso do que a famosa HDD (Unidade de Disco Rígido). Esse item é um diferencial para o usuário ter mais velocidade no PC ou notebook e também mais facilidade no carregamento de programas e jogos.

Mesmo contendo vários benefícios, muitas vezes superando os HDDs, esse componente ainda não é aproveitado em toda sua totalidade. Por esse motivo, nós criamos este conteúdo claro e objetivo para que você entenda suas informações principais, como o que é, quais são suas vantagens e como escolher a melhor opção. Aproveite a leitura!

cartão ssd kingston prateado

O que é SSD?

Para contextualizar o que é SSD, vale a pena falar sobre os HDs (Hard Drive), que são, na maioria dos casos, o padrão de armazenamento físico de computadores. Em pouco mais de uma década atrás, o tamanho geral desses padrões costumava ser em torno de 80 até 120 GB.

Agora, dificilmente se compra um computador com menos de 1 TB. Para armazenar os arquivos e se comunicar com o sistema, os HDs dependem de uma leitura do disco de armazenamento, o platter e sua transmissão, tendo em vista que todo o processo tem uma taxa de velocidade média que gira em torno de 100 MB por segundo.

A tecnologia flash, que compõe o SSD (Solid Slate Driver, ou Disco Sólido) é a evolução do sistema do HD. A começar pelo nome (disco sólido), que já indica a integridade única do componente, pois os HDs convencionais possuem algumas peças dependentes entre si, o que o torna mais suscetível a choques e problemas físicos.

Além disso, sua segmentação aumenta os pontos de comunicação para o acesso do sistema, diminuindo exponencialmente a velocidade, pois o SSD é íntegro e seu sistema é constituído de um circuito integrado de semicondutores, o que aumenta a dinâmica e diminui consideravelmente o tamanho e resistência contra o calor.

Além disso, a taxa de transferência também é muito superior, oscilando em torno dos 700 a 900 megabytes por segundo. É possível imaginar, se comparado à velocidade média de transferência dos HDs, que entregam um desempenho muito superior.

Agora que você já conhece o que é SSD, veja as principais vantagens dele no tópico abaixo.

Vantagens do SSD

Os SSDs são mais compactos, velozes e oferecem mais oportunidades para o usuário instalar o sistema operacional da sua máquina e programas pesados. Confira!

Velocidade

Para transmitir seus dados, o SSD utiliza correntes elétricas, por isso, consegue ser até 20 vezes mais veloz, comparado a um HHD, que por sua vez tem a velocidade baseada na quantidade de rotações por minuto (RPM).

Preço

Desde o lançamento dos primeiros SSDs, os usuários puderam observar que o valor não era muito em conta. Hoje em dia é possível encontrar opções mais baratas, mas que mesmo assim acabam sendo mais caras que o HDD.

Armazenamento

Atualmente o usuário tem mais oportunidades de encontrar o SSD ideal para sua necessidade, pois existem variações de tamanhos e modelos, como de 120GB até 1TB. Além disso, para garantir velocidade, também é possível utilizar armazenamento híbrido.

Como escolher um bom SSD?

Um dos principais aspectos a observar antes de adquirir um bom SSD é o estado de desenvolvimento em que se encontra, tendo em vista que existe uma variação de implementações que o acompanha. Assim, dependendo dos benefícios que traz, você ainda pode se deparar com um preço mais elevado.

Outro fator que pode desestimular muitos usuários é o fato de ainda possuírem versões um tanto pequenas em comparação aos HDs convencionais. Enquanto hoje é possível encontrar sem grandes problemas nem preços exorbitantes um HD de 3 TB, 300 GB de um SSD terá um preço proporcional.

Isso se dá, certamente, pela novidade dos SSDs, que, assim como os HD SATA, possuem soluções de armazenamento e de produção que os baratearam para uma escala de produção muito maior. Além disso, a taxa de velocidade de transferência de um SSD em relação ao HD é capaz de ser até dez vezes maior.

Isso, em termos práticos, significa muito, pois geralmente o que os usuários que trocam seus HDs convencionais por SSDs buscam é uma velocidade superior em seus sistemas operacionais. Essa diferença pode ser sentida até mesmo na inicialização ou no carregamento de arquivos e aplicações grandes, que ficam muito mais rápidos

Considerando por esse viés, investir em um SSD é importantíssimo para usuários que dependem de um desempenho de ponta por parte de seu aparelho, como profissionais que trabalham com estúdios de fotografia, vídeos e áudio, gamers que buscam combater o lag causado pelo atraso dos SATA.

Portanto, vale a pena apostar em novas tecnologias para ir ganhando desempenho na medida em que elas são aprimoradas e se tornam mais acessíveis. Muitos usuários já estavam há algum tempo esperando implementações dessa natureza para suas demandas. Se você é um deles, investir em um SSD é uma opção muito válida.

Para saber mais informações sobre esse e outros produtos, entre em contato com a ibyte.

Gostou do conteúdo? Deixe um comentário abaixo com sua opinião ou dúvida. Siga-nos também nas nossas principais redes sociais e continue acompanhando novidades relacionadas a tecnologia, lançamento de produtos e muito mais tanto para a sua casa quanto para o seu negócio.

5 melhores negócios para abrir com pouco dinheiro

Depois que começou a pandemia do Covid-19, foi bastante complicado manter uma empresa, não é mesmo? E mesmo as que se mantiveram abertas, precisaram reduzir gastos e otimizar custos. Se você quer se tornar um empresário, mas não sabe por onde começar pois não possui muito capital, fique tranquilo! Neste post vamos conhecer os melhores negócios para abrir com pouco dinheiro. Acompanhe a leitura e veja como isso é possível.

1. Delivery de alimentos em aplicativos

Sabe o tempero que você só encontra dentro de casa? Que tal começar a compartilhá-lo com outras pessoas e fazer dinheiro com isso? Você não precisa de local para servir, muito menos contratar garçom, cumim, barman, maitrê, caixa, afinal, você prepara todos os alimentos em sua casa e os divulga nos aplicativos de delivery.

Há diversos apps que você pode anunciar como iFood, aiqfome, Rappi, Uber Eats, Glovo e muitos outros. Isso permite que você tenha mais de um ponto de venda dentro da internet e abranja muitos usuários diferentes. Como também é amparado com a segurança financeira dos aplicativos para pagamentos online, além deles já possuírem a lista dos entregadores que atendem a plataforma.

2. Criação de conteúdo na internet

A internet permitiu um boom de profissões que até seu surgimento eram desconhecidas, aproveite que esta tecnologia é para todos e produzida conteúdo relevantes para diferentes canais. Crie seu próprio blog para contar suas experiências da melhor forma que o represente, ou grave vídeos para postar no Youtube e assuma a profissão de vlogger, ou seja um digital influencer nas redes sociais.

Dentro das mídias sociais a quantidade de possibilidades é imensurável, afinal, há público para todos os assuntos que você imaginar. Culinária de todas as culturas, fitness, celíacos, diabéticos, além de dicas de moda para todo o universo dos sete estilos, dicas de viagens para pontos turísticos da cidade, estado, país e outros. Enfim, tudo o que você tiver dúvida é só pesquisar na internet que encontra. O que acha de contar a partir da sua perspectiva?

3. Revenda de produtos

Esta com certeza é uma das melhores opções e utilizada por inúmeras pessoas no Brasil como renda extra, mas é mais lucrativo do que um emprego fixo. Ser um revendedor autônomo tem suas dificuldades, mas qual ofício não tem? Portanto, escolha com sabedoria o produto que deseja revender e faça disso seu objetivo, afinal, essas empresas como a Tupperware reconhece suas consultoras e até promove viagens para os diversos consultores.

Além de todas as empresas de maquiagem que conhecemos como Mary Kay, Natura e Avon, há inúmeras outras que oferecem catálogos e oportunidade de lucrar com a revenda de seus produtos. Mas não há apenas estes, plataformas como Hotmart e Polishop permitem que você venda produtos que outras pessoas produziram, ou seja, você faz apenas a divulgação.

Além de já existirem inúmeros marketplaces que fomentam as pequenas empresas como Mercado Livre, Amazon, OLX e o conglomerado da B2W (Americanas.com, Shoptime, Submarino) onde você investe em mercadorias eletrônicas que é um dos primordiais para a sociedade. Se você quer se aprofundar ainda mais sobre o assunto, não deixe de conferir o conteúdo completo sobre a importância do capital de giro para profissionais.

4.Brechó: moda sustentável

O brechó de luxo está no auge, nada melhor do que investir neste seguimento! Mas como fazer isso? Faça assim: monte um perfil nas redes sociais onde você anuncia sua nova empresa e o conceito do branded envolvendo a moda sustentável. Depois você adquire roupas seminovas de outras pessoas ou suas e as revende com uma porcentagem de lucro , assim, você tem giro de mercadoria, sempre possui peças novas para seu público e colabora para manutenção do planeta.

Se preferir também é só criar um perfil no Enjoei e compartilhar em sua lojinha os diversos produtos. Neste marketplace você encontra perfis de blogueiras e famosas como Fernanda Vasconcellos, Bruna Vieira, Niina Secrest, Cleo Pires, Deborah Secco. Então, é um local consolidado e que já possui um público interessante e que curte moda, é só você conquistar seu espaço assim como elas fizeram e aprender a deixar os consumidores contentes.

5. Manutenção de bens

“A tristeza de uns é a alegria de outros” – esse ditado nunca fez tanto sentido para os profissionais da área de manutenção e reparos. Além disso, ganhou muita notoriedade com a pandemia já que todos passaram mais tempo em casa e viram inúmeros problemas que precisavam ser resolvidos. Consertos em máquinas de lavar-louças, roupas, secadoras, aspiradores, geladeiras, micro-ondas e muitos outros eletrodomésticos que não vivemos sem. É um setor bastante lucrativo, pois você precisa investir apenas em num kit de ferramentas.

Alguns empresários não possuem as habilidades mecânicas que o nicho exige para consertos ou trabalhos relacionados, mas possuem um excelente senso de organização em fluxo de caixa e logística. Reflita na ideia de montar uma agência que presta serviços mecânicos, elétricos e hidráulicos, afinal, já existem empresas que cuidam de diaristas e babás as quais geram ótimos resultados. Gostou da ideia? Você fica responsável por gerenciar as equipes de profissionais.

O que achou das ideias? Todas apresentam baixo custo de investimento e grande potencial em seus nichos. Veja qual possibilidade se encaixa melhor em sua realidade e empreenda, seja dono do próprio negócio e trabalhe para o que é seu. Não tenha medo de arriscar, afinal, todas as empresas de sucesso também tiveram um começo. Imagine se a Luiza Helena Trajano não tivesse aberto sua loja lá em 1957? Hoje não teríamos a Magazine Luiza. Então, arrisque-se em seu negócio, desenvolva uma empresa para o legado da sua família.

Então, em qual ramo você se identifica mais? Comece a investir em conhecimento com a gente! Confira os post com diversos conteúdo da Descomplik e fique por dentro de todo o universo tecnológico. Aproveite para conhecer um pouco mais sobre o setor hoteleiro: dicas para modernizar o seu negócio e veja como este mercado se comporta e se é um bom investimento.

Nos vemos no próximo post!

Como instalar SSD no seu notebook? Aprenda o passo a passo!

Aprenda a instalar SSD no notebook de forma descomplicada

O SSD é uma ferramenta essencial para quem usa o computador na sua rotina. Seja para trabalho ou diversão, esse é um upgrade necessário para que seu notebook seja mais produtivo, afinal, ele diminui o tempo de carregamento de gráficos, bem como agiliza a renderização de vídeos e animações. Você sabe como instalar SSD no notebook? A equipe do Descomplik desenvolveu um passo a passo para uma instalação descomplicada!

É importante frisar que o tutorial apresentado aqui é utilizado de forma padrão para a maioria dos notebooks, porém, em casos com os modelos gamers ou nos ultrabooks da Dell, a forma de instalação se modifica pois a entrada desse tipo de máquina é a msata. Agora, com todas as informações esclarecidas, vamos ao tutorial? Continue lendo para conferir!

Passo a passo para instalar SSD em notebook

Vamos ensiná-lo a fazer este processo de uma forma simples, pois realmente não é difícil! Ele é dividido em duas partes: a primeira é a instalação física onde você vai colocar o SSD junto com os outros hardwares, já a segunda parte consiste na instalação do sistema operacional. Então, acompanhe a leitura e conheça a melhor forma de aumentar o desempenho do seu notebook:

O que você vai precisar?

– SSD compatível;

– Chave para desparafusar;

Instalação Física

Antes de seguirmos para a instalação do sistema, precisamos colocar o SSD dentro do notebook, correto? Então, siga estes passos:

1. Coloque seu notebook sobre um local macio, de preferência em cima de uma flanela para que a tampa superior não sofra com arranhões;

2. Remova a tampa inferior: desparafuse com a chave adequada visto que facas ou outros objetos pontiagudos podem danificar o material;

3. Ao retirar a tampa você já tem acesso a todos os hardwares, então, basta localizar o HD;

4. Em seguida, desconecte os cabos de dados, energia e outros conectores;

5. Então, remova os parafusos que fixam o HD, apenas um adendo: alguns notebooks apresentam o cabo sata conectado em cima, é importante desconectá-lo também para ter acesso ao suporte;

6. Desencaixe o HD da estrutura do notebook e, se necessário, remova os parafusos que fixam o SSD no suporte;

7. Agora, é só encaixar o novo SSD dentro do suporte e acomodá-lo no notebook como antes;

8. Por fim, conecte todos os cabos, retorne os parafusos e coloque a tampa novamente.

Pronto, a instalação física já está concluída! Enquanto estiver neste processo, lembre-se de separar os parafusos e verificar se todos que estavam presentes retornaram para dentro do notebook, afinal, eles garantem que os hardwares permaneçam firmes, não fiquem vibrando ou sofram desgastes com a movimentação.

Como instalar o sistema operacional

Depois que você concluir a instalação física, é preciso realizar a ativação do sistema. E existem duas formas de fazer isso, a primeira é instalar tudo do zero – desde o Windows – e a segunda é clonar o disco rígido. Então, aqui nós ensinamos a fazer das duas maneiras, veja como são:

Instalação com dispositivo inicializável

Antes de começar este passo, é preciso comprar o Windows em uma das plataformas de venda online, armazenar os dados em um pendrive e salvar a chave de produto. Feito isso, conecte o pendrive e ligue o computador.

1. Enquanto o notebook estiver ligando , acesse o menu de configurações com o F2 ou F12. Neste momento, irá aparecer uma tela com as opções de boot, selecione onde encontra-se o pendrive.

2. Como o SSD não possui nada instalado, é preciso começar desde a instalação do Windows. Então, siga o processo de seleção de idioma, formato de hora, método de entrada e avance para a próxima etapa. Clique em avançar até aparecer a caixa de seleção “instale agora“.

3. Depois que você clicar em instalar agora, o sistema perguntará: “qual tipo de instalação você deseja?” Opte pela forma personalizada/avançado, em seguida selecione o local que você quer – SSD – e avance até o sistema começar a instalação dos recursos Windows.

Enquanto estiver no processo de instalação é possível que seu notebook reinicie algumas vezes até que esteja totalmente pronto, porém não se preocupe – é normal!

4. Depois que a instalação for concluída, chegou a hora de fazer a ativação. Para você chegar nesta etapa, é preciso configurar novamente todos os dados básicos como: email, nome, senha, wi-fi, até chegar na área de trabalho.

5. Uma vez estando na área de trabalho, acesse o painel de controle e selecione a seção “sistema”, em seguida clique em “alterar chave de produto” ou “product key” e coloque a chave do Windows.

Instalação com base no disco rígido

Para fazer a instalação do SSD com os dados do disco rígido, você precisa cloná-lo antes com um kit de migração. Este kit consiste em um cabo USB que você conecta no notebook e no SSD e faz a transferência de todos os programas e arquivos presentes até o momento.

É uma forma que facilita a rotina do usuário, visto que nenhum dado é perdido. Porém, ele também carrega todos os dados desnecessários do armazenamento antigo. Sendo assim, se você optar por seguir desta maneira, faça uma “limpa” antes no notebook para que transfira apenas os arquivos relevantes.

Gostou do conteúdo? Agora você já sabe como dar um upgrade no seu notebook. Continue acompanhando o blog da ibyte e fique sempre por dentro do universo tecnológico. Aproveite para conferir o post sobre os melhores notebooks e entender ainda mais sobre o custo e benefício de diversos modelos.

Nos vemos no próximo post!

Shopping Basket